A algumas horas da partida… Fatos sobre o 25º IYPT

Passaram-se mais de dois meses do momento em fomos selecionados. Desde então, passamos por uma preparação em ritmo frenético. Unimos forças. Alguns nos ajudaram. Agora estamos nós cinco há poucas horas do voo que nos levará para a guerra. Nervosa? Nããããooo…. Imagiiiina… Ir pro IYPT, participar dos fights, preparar os problemas, conhecer pessoas e lugares fora do normal faz da competição, na minha sincera opinião, a melhor experiência que alguém pode ter, independente do papel desempenhado. Entretanto, essa edição tem algo a mais, seja na parte pessoal ou na organização da competição em si.

Primeiro, vamos aos fatos e números dessa edição! É a 25ª vez que um IYPT é organizado, o que significa que a competição está completando um quarto de século! Yay! Em comemoração a isso, parece que o Evgeny Yunosov, idealizador e fundador do IYPT vai estar por lá (o cara que fez com que nossas vidas fossem mais felizes). De qualquer maneira, muitos nomes conhecidos para os participantes ao redor do mundo estarão por lá também: organizadores, pessoas que escrevem o kit, componentes dos comitês executivo e internacional etc. Neste ano, como o país sede não tem problemas diplomáticos com países participantes, o presidente do torneio vai poder participar e fazer novamente todas as coisas pomposas que é função dele na competição: abrir sessões de reuniões, discursar em cerimônias, assinar atas, presidir o juri no PF final, entre outros. Esse é o maior IYPT da história! São 28 nações participantes e outras 3 observando. Por um lado: temos mais concorrência. Por outro: são mais medalhas disponíveis e muito mais gente legal! Eu acredito que a competição nunca teve tantos patrocinadores. Em uma contagem rápida que eu acabei de fazer, são mais de 60 oO. Parece que montaram um sistema de apuração de notas também (nada de atrasos nesta edição, como no PF final ano passado) e o cronômetro marcará 12 min de apresentação em vez dos 15 que estavam marcando os do último torneio.

Como todos já sabem, a competição será sediada em Bad Saulgau, que é uma cidade muito pequena, com pouco mais de 10 mil habitantes, conhecida por suas águas termais. As acomodações parecem muito confortáveis e as salas de fights, muito bem equipadas. Aliás, a organização inteira parece impecável. Talvez isso se deva a alguns problemas que ocorreram no torneio ano passado. Nosso guia já entrou em contato com a gente (ano passado a gente nem sabia como proceder), parece que tentaram colocar pessoas que falavam a língua mãe de cada participante e estamos melhores informados também. Fora isso, parece que as taxas todas serão pagas em depósito bancário, não da maneira caótica que foi ano passado no coquetel de abertura, e nada de problemas com quartos no hotel dos dois últimos dias como foi ano passado. A viagem dos dois últimos dias vai ser para Stuttgart, onde haverá a reunião do IOC em que será decidida a lista dos tão esperados 17 problemas de 2013.

Estamos levando um mascote desta vez! Ele é um hipopótamo, o Hugo. Ano passado me falaram que tinha que ser algo nada a ver com nosso país, tem que ser algo original também. Temos crachás oferecidos pela organização local aos mascotes de todos os países! Este pode ser o ano dos mascotes… Somos um time de cinco pessoas, mas também temos nossos dois líderes de equipe e um visitante que com certeza nos ajudarão a passar por todas as etapas do torneio e, claro, o Hugo.

Agora, vem a parte pessoal. É meu último IYPT, pelo menos como participante, e isso envolve muita coisa ao mesmo tempo. Ao fim desta semana, eu já vou ter passado por 21 PFs oficiais (11 nacionais e 10 internacionais) e mais inúmeros PFs de treino, eu não tenho nem conta. Vão ser meus últimos fights e isso é triste pra mim… Muitas coisas que eu esperava não vão acontecer visto que já foram decididas e é minha última participação, porém nunca mais vou passar por aquela ansiedade absurda e felicidade/tristeza por causa de notas. Mas deixa esse fato pra depois, pra outro post. O que interessa agora é que amanhã de manhã estaremos desembarcando na Alemanha. Reencontrarei alguns conhecidos, amigos ou seja lá o que eles forem e conheceremos gente nova com interesses em comum. Isso, somado aos passeios, com certeza fazem o IYPT muito mais atraente do que ele já é por natureza. Outra coisa importante: terei mais uma chance de trazer a medalha que eu tanto quero, o que é uma grande oportunidade, já que o resultado da nacional foi um tanto quanto decepcionante pra mim… Claro, teremos que contar bastante com a sorte também! Então, vamos nos divertir com física no fim das contas!

Se, colocando o pé no chão, tirar só 10 e 9 ou ganhar um ouro é uma missão um tanto quanto impossível ainda este ano, trazer uma medalha pra casa até parece cabível. Dessa forma, torçam pra que dê tudo certo! E que venha mais uma medalha brasileira!

Os resultados devem ir saindo no site oficial do IYPT 2012. Aos poucos, também vou colocando notícias conforme for dando algum tempinho. Talvez façamos um diário em vídeo enquanto estivermos por lá também.

Anúncios

Um comentário sobre “A algumas horas da partida… Fatos sobre o 25º IYPT

  1. […] bem, a edição de 2012, na Alemanha, foi aquela em que mais equipes participaram do IYPT (28 países), sendo um ano […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s