Está chegando o IYPT Brasil 2013!

Sim! O IYPT Brasil está às portas e acredito que todas as equipes estejam aproveitando esse feriado para terminar apresentações, guias de oposição e avaliação, treinar PFs etc. A organização oficial disponibilizou esta semana também o cronômetro oficial que será usado nos PFs normais. Aproveitem e baixem na página do regulamento!

Ontem, foi publicado no jornal Prime Saber uma reportagem (escrito pelo Cássio com uma pequena ajudinha minha) sobre o evento que se aproxima (a.k.a. IYPT Brasil), vale a pena conferir a reportagem!

945622_568942446459701_1509135758_nDe resto, deixo vocês leitores com os dois posts que foram publicados ano passado próximos da fase nacional aqui no blog com “divagações pré-nacional” e um “texto de preparação dos nervos“, além das fotos que foram publicadas esta semana pela organização oficial na página do Facebook IYPT Brasil. Boa preparação! 🙂

Anúncios

Programas úteis para as resoluções

Depois de tanto tempo falando sobre coisas que aconteceram no torneio, hora de dar uma pausa para falar sobre a parte prática. A data de envio dos relatórios preliminares para o IYPT Brasil 2013 está chegando e deve ter bastante gente pensando em como resolver os problemas neste exato momento.

Saber utilizar ferramentas diversas no computador é muito útil na hora de montar sua pesquisa, especialmente para analisar os dados. Se você souber programar, melhor ainda, muita gente monta suas próprias simulações e programas de comparação e análise para facilitar a parte experimental, principalmente na fase internacional. Mas, mesmo que você não saiba programar, alguns programas podem ser bem úteis. Aí em baixo vai uma lista de programas que foram de certa ajuda nos últimos três anos.

  • Primeiro de tudo, o bom e velho Excel. Pode parecer besta, porque é um programa que todo mundo já usou pelo menos uma vez na vida, mas ele tem mais ferramentas do que você imagina. A ferramenta principal que ele oferece é a montagem de gráficos diversos e tabelas, mas se pode ir mais além. Dedicando algumas horas a montagem de uma planilha, dá pra conseguir uma que, com o simples preenchimento dos dados experimentais obtidos, lhe dê o erro e o desvio experimental, monte dispersões automáticas, compare automaticamente seu modelo matemático teórico com o dados experimentais e muitas outras coisas. Assim sendo, saber mexer no Excel e conhecer profundamente suas ferramentas e atalhos é fundamental para o IYPT.
  • Também tem o Mathematica. Ele é muito ruim pra montar tabelas, mas é excelente para uma variedade de outras coisas como simulações, dar “fits” experimentais, comparar teoria e experimento, fazer gráficos 2D e 3D, integrar e derivar expressões absurdamente grandes etc. Além disso, com um pouco de dedicação, ele é simples de usar, o que faz dele um software bem interessante para as resoluções.
  • Se você quer fazer uma simulação teórica de determinado fenômeno e mostrar a evolução de gráficos com movimentos, o Interactive Physics é uma boa pedida. Ele não é difícil de manipular e é muito bom principalmente para problemas de mecânica. Pode ser usado tanto para fazer previsões teóricas quanto para fazer simulações didáticas para as apresentações no fights.
  • Para análise de vídeo, o Video Point pode ajudar bastante, principalmente quando se precisa de zilhões de pontos para o gráfico experimental. A planilha pode ser exportada para o Excel depois e, assim, dá para configurar os gráficos experimentais com fit matemático, comparação entre diferentes situações etc.

Por enquanto é isso, depois vem mais postagens sobre situações legais do IYPT e talvez mais alguma coisa sobre a parte prática da preparação.

10 reasons to engage IYPT

Picture taken after the Final PF in IYPT Brasil 2012 with all the partcipants in the selection of the 5 Brazilian team members for the 25th IYPT.

Obs.: essas mesmas razões podem ser achadas em português em “Why participate?“.

Hello! I’ve been recently receiving messages from prospective participants of IYPT Brasil 2013 and I’ve seen a lot of new people accessing this blog or liking the official page of the nationals. So, as the website Olimpíadas Científicas (Scientific Olympiads) wrote about the ten reasons why one should participate on Olympiads, I’ve decided to write why IYPT can be the most incredible and complete experience of one’s life. The reasons of the Olympiads are applicable to IYPT, but there are some particular points that makes IYPT different from the other competitions, that can give invaluable experience for your future academic and professional career. So… there we go.

  1. Getting knowledge in Physics and Mathematics at university level. In order to develop your solutions, you should conduct your independent studies in advanced topics on Physics, as fluid mechanics (as we really saw by 2012’s problems) or parts of electromagnetism one does not learn in high school, and Mathematics, as advanced calculus for the development of your own theoretical model. You also learn how to deal with computer programming, error and data analysis, simulations etc.
  2. Pre-university research and even paper publications! IYPT problems are open-ended. That means that they have no right or wrong solution and are usually based on the investigation of phenomena that haven’t been explored (or that have not been widely investigated). So, one must learn how to deal with articles, conduct own research, develop new theoretical and mathematical models as well as have the creativity to create experiments that evidence the proposed model. Sometimes, your research may take you months, but can even render a paper and be published in internationally recognized or IYPT publications.
  3. You get to know a lot of nice people :). While participating in the nationals, when you get to the final stage, in the ceremonies, in the breaks between Physics Fights or even in the official hotel, you get to know people from every corner of the country, from about 20 different groups and 10 different states who share some of the same passions you do and want to pursue similar careers. In the international phase, you also get to know a bunch of people, from almost 30 different countries with different cultural backgrouds with whom you can share ideas and common interests and experiences, ranging from physics to music, books, movies etc. Also, besides people from your age, you get in touch with teachers, professors and real researchers from a wide variety of fields and universities around the globe. These all may become great and lasting friendships.
  4. Team work and leadership. If you are the kind of person that prefer to work on your own, IYPT is going to teach you how to work in a group, as this is a really relevant and encouraged feature for doing well in the competition. We live with people and dealing with them is important. You’re not always going to get everything alone, so the sooner you understand how to work with people around you, the better. You have to learn how to motivate your teammates, how to divide the tasks, how to help one another, so it is actually important to have leadership characteristics to be successful in IYPT.
  5. Public presentations. People are usually shy when it comes to presenting to an audience. IYPT is based on presentations and discussions about the proposed problems, so you’ll have to learn not just how to make great powerpoint slides, but also how to hold your anxiousness, posture, voice and entonation in front of many people and strangers, including experts on the subject you’re presenting.
  6. Defending your point of view. During the discussions, you’ll have to defend your point, give your opinion, present data, reference and arguments that support it. Hence, you’ll have to learn how to be convincing and consistent on your presented thoughts.
  7. English proficiency. The national phase is conducted in Portuguese, but the official language of the international stage is English. Then, you’ll have to develop a high level of English understanding in writing, speaking, reading and listening to make your research, your presentations and hold the discussions.
  8. Fast thinking. In the discussions, the jury, the opponent or the reviewer may come up with totally unexpected ideas or questions about the problems, with paramemeters you never thought of. Also, technical problems may appear. So, you must think fast to give the proper answers, solutions or even justification for missing points.
  9. You travel, get to know places and cultures :D. When you’re selected to represent your country, you get a whole week trip to another country without paying a cent, and you even can get some more days in the scale in another place, which can be really fun. You get to visit a lot of different known places and some amazing sites you never heard of. Also, you get to know the culture of other participants and of the host country itself, getting totally new cultural and abroad experience.
  10. It may shape your aspirations. Once you’re engaged in IYPT, that all may be so interesting and exciting, that, in the end of the day, you may want to pursue a career in the pure science, become a researcher, get involved with educational policy, study abroad or get involved with a diverse range of aspects involved and developed in an individual because of IYPT.

Warning: getting passionate about all of this is a common practice among IYPT participants :).

Vídeos dos Physics Fights do IYPT 2012 na Alemanha

Faz um tempo que eu não escrevo aqui, mas tem quase duas semanas que meu computador está ligado praticamente 24h por dia pra conseguir colocar todos os vídeos de PFs no YouTube.

Um bom jeito de sentir o que é o IYPT é assistir a vídeos de edições passadas. Eu tinha feito um outro post com links de canais do YouTube onde qualquer um consegue ver vídeos dos mais diversos aspectos das fases nacional e internacional (entrem lá para ver mais alguns vídeos). Além disso, recentemente, achei outro canal do YouTube, o IYPT France, que foi criado esse mês e tem mais alguns vídeos interessantes também.

Eu lembro de quando eu fui participar pela primeira vez da nacional em 2010 e ficava procurando vídeos feito uma louca e não achava nada. Agora, todo mundo tem algumas dezenas ou centenas de vídeos para assistir, se tiver paciência, e ter um gostinho do que é a competição.

Enfim, esse post, inicialmente, era só pra avisar que eu postei absolutamente todos os vídeos que a gente tinha dos fights classificatórios dos quais o time brasileiro participou no IYPT 2012, na Alemanha. Infelizmente, uma das rodadas (stage 3 do PF 1) não foi filmada e também não conseguimos filmar todos as rodadas em sua totalidade por causa de problemas com bateria da câmera, memória etc. De qualquer maneira, vídeos do nosso diário no torneio internacional também estão sendo upados para futuras publicações.

Depois, quando eu for fazer um post para cada um dos round de PFs desse ano, irei anexar os vídeos correspondentes. Daí cada um pode assistir aos fights com uma prévia do que aconteceu e não foi gravado também. Por enquanto, se quiserem, os vídeos estão todos no canal do IYPT BR, mais especificamente na playlist IYPT BR – IYPT 2012: Physics Fights (Team of Brazil).

Escolha o vídeo aí em baixo de acordo com suas preferências de round, papel desempenhado, problema apresentado, países envolvidos ou qualquer outro critério e divirta-se assistindo aos PFs!

Choose the video below according to your preferences of round, performed role, presented problem, envolved countries or any other criteria and have fun watching the PFs!

Proceedings from IYPT 2010/2011 – IYPT Book

Há algum tempo atrás, eu escrevi algo sobre um livro com soluções passadas do IYPT que estava para ser publicado. Durante o IYPT 2012, na Alemanha, algumas cópias foram distribuídas pela Dina Izadi (IOC do Irã). Agora, a publicação já pode ser visualizada online.

Neste livro constam mais de 30 soluções de problemas das edições de 2010 e 2011, de quase 10 países diferentes, que foram selecionados cuidadosamente através de inúmeras revisões.

Inclusive, para aqueles que estão começando a escrever seus relatórios para a fase classificatória da nacional, vale a pena dar uma olhada no livro para ver o que seria uma solução do IYPT.

Veja o livro no link abaixo:

Vídeos de Physics Fights

Se alguém me perguntasse “qual é uma boa maneira de se preparar para os Physics Fights que eu vou enfrentar?”, a minha primeira resposta seria, obviamente, “Estude!”, mas a segunda talvez fosse “assista à vídeos de PFs anteriores”.

Para aqueles que nunca presenciaram um PF na vida ou para quem quer se preparar pro que vem pela frente, assistir a PFs anteriores é algo bem interessante. Se você, além disso, quer fazer um trabalho bem feito, assista a PFs da fase internacional… apesar de eles serem bem menos “engraçados” e “irônicos” (e estarem em inglês), a estrutura de apresentação é bem interessante, os esquemas de slides, a postura de apresentação, os experimentos ao vivo etc. Além disso, a física envolvida é muito mais avançada e dá algumas ideias para futuras soluções.

Vários desses vídeos podem ser encontrados na internet, principalmente nos seguintes canais do YouTube:

Dica: não vá muito pela linha dos PFs da nacional de 2010… bastaaante coisa mudou, como o fato de que algumas equipes não faziam slides de oposição e avaliação naquele ano.

Depois eu vou ver se consigo postar no YouTube alguns trechos da final da nacional de 2011 que eu tenho no meu computador.

Bons estudos pra todos! A reunião dos IOC’s é bem no fim de julho e já saem os rascunhos dos problemas de 2013. Tá chegando! Torçam para que menos problemas de fluidos sejam aceitos pro ano que vem haha.

Dicas de estudo e preparação para as próximas edições!!!

Olá pessoal! Venho aqui escrever este post para anunciar que agora escreverei algumas coisas para o site “Olimpíadas Científicas“, em especial sobre o IYPT. Ontem, a página de estudos para o torneio já foi atualizada. Vale a pena dar uma passada lá, conferir algumas dicas e ver os links com uma imensa quantidade de vídeos de PFs, soluções passadas e publicações relacionadas, como o kit, o IYPT Book, a IYPT Magazine e o IYPT Archive. O que for atualizado lá será informado por aqui também.

Agora que eu não vou mais participar da fase nacional, acho que seria legal compartilhar algumas coisas que eu andei usando nas minhas resoluções e apresentações com os participantes das próximas edições. Então, em breve, mais informações virão! Inclusive dicas de programas de simulação e de montagem de slides, gráficos, experimentos etc. Fiquem ligados também para as próximas notícias sobre a preparação e posts sobre coisas meio random a respeito da competição.