Programas úteis para as resoluções

Depois de tanto tempo falando sobre coisas que aconteceram no torneio, hora de dar uma pausa para falar sobre a parte prática. A data de envio dos relatórios preliminares para o IYPT Brasil 2013 está chegando e deve ter bastante gente pensando em como resolver os problemas neste exato momento.

Saber utilizar ferramentas diversas no computador é muito útil na hora de montar sua pesquisa, especialmente para analisar os dados. Se você souber programar, melhor ainda, muita gente monta suas próprias simulações e programas de comparação e análise para facilitar a parte experimental, principalmente na fase internacional. Mas, mesmo que você não saiba programar, alguns programas podem ser bem úteis. Aí em baixo vai uma lista de programas que foram de certa ajuda nos últimos três anos.

  • Primeiro de tudo, o bom e velho Excel. Pode parecer besta, porque é um programa que todo mundo já usou pelo menos uma vez na vida, mas ele tem mais ferramentas do que você imagina. A ferramenta principal que ele oferece é a montagem de gráficos diversos e tabelas, mas se pode ir mais além. Dedicando algumas horas a montagem de uma planilha, dá pra conseguir uma que, com o simples preenchimento dos dados experimentais obtidos, lhe dê o erro e o desvio experimental, monte dispersões automáticas, compare automaticamente seu modelo matemático teórico com o dados experimentais e muitas outras coisas. Assim sendo, saber mexer no Excel e conhecer profundamente suas ferramentas e atalhos é fundamental para o IYPT.
  • Também tem o Mathematica. Ele é muito ruim pra montar tabelas, mas é excelente para uma variedade de outras coisas como simulações, dar “fits” experimentais, comparar teoria e experimento, fazer gráficos 2D e 3D, integrar e derivar expressões absurdamente grandes etc. Além disso, com um pouco de dedicação, ele é simples de usar, o que faz dele um software bem interessante para as resoluções.
  • Se você quer fazer uma simulação teórica de determinado fenômeno e mostrar a evolução de gráficos com movimentos, o Interactive Physics é uma boa pedida. Ele não é difícil de manipular e é muito bom principalmente para problemas de mecânica. Pode ser usado tanto para fazer previsões teóricas quanto para fazer simulações didáticas para as apresentações no fights.
  • Para análise de vídeo, o Video Point pode ajudar bastante, principalmente quando se precisa de zilhões de pontos para o gráfico experimental. A planilha pode ser exportada para o Excel depois e, assim, dá para configurar os gráficos experimentais com fit matemático, comparação entre diferentes situações etc.

Por enquanto é isso, depois vem mais postagens sobre situações legais do IYPT e talvez mais alguma coisa sobre a parte prática da preparação.

Está aberto o IYPT 2013! (post atrasado)

Olá, pessoas!

Ainda estou postando vários vídeos no YouTube dos PFs e das besteiras que a gente fez lá na Alemanha! 😀 Isso significa que vários posts estão por vir. Além disso, depois que tudo tiver passado, espero conseguir alguma coisa da nacional de 2012 pra postar também no YouTube. Vi alguns links de outras equipes que também me pareceram interessantes, além de que falta muita coisa sobre 2011 e algumas fotos que de outras edições nacionais e internacionais que estão para serem colocadas na galeria do facebook. Enfim, várias coisas estão acontecendo ao mesmo tempo no mundo IYPT-maníaco.

Então… durante a internacional deste ano foram decididos os problemas do ano que vem, como de costume. Já tinha postado tudo isso na página do facebook, mas aqui vai… Como já se tinha uma prévia dos problemas que seriam selecionados e as reuniões do IOC foram mais para ajustar essa lista, o Ilya Martchenko já vinha trabalhando no primeiro draft do Reference Kit de 2013, o que significa que todo mundo já tinha de onde partir para pesquisa no momento em que os problemas foram liberados. A grande diferença deste ano é que o kit não tem mais aquelas perguntas sobre os problemas, já que aparentemente alguns jurados e alunos estavam as usando como guia de oposição ou de “o que deveria constar no relatório”, o que fere um pouco os princípios da competição. Aliás, depois vou postar sobre como submeter novos problemas e tudo mais, porque o Brasil tem quase nada sendo enviado :\.

Essa semana ainda, foram liberados o regulamento novo e a tradução dos problemas para a fase nacional do torneio (IYPT Brasil). A grande diferença em relação a 2012 é que as equipes que mandarem 3 dos 5 relatórios para fase classificatória ainda em novembro terão um bônus na nota final desta fase, o que pode até fazer alguma diferença para ser selecionado como cabeça-de-chave. Então, comecem a trabalhar o mais rápido possível!

Calendário do IYPT Brasil:

14 de agosto de 2012: Abertura das inscrições online
5 de novembro de 2012: Limite para envio do relatório preliminar (opcional, valendo bonificação na pontuação da Fase Classificatória)*
19 de fevereiro de 2013: Encerramento do período de inscrições
4 de março de 2013: Limite para o envio dos problemas da Fase Classificatória**
19 de março de 2013: Divulgação das equipes classificadas para o Torneio Nacional
31 de março de 2013: Limite para confirmação de participação no Torneio Nacional
Maio de 2013: Realização do IYPT Brasil
Maio a julho de 2013: Preparação intensiva do time brasileiro
Julho de 2013: Realização do 26º IYPT – Taiwan

*O relatório preliminar (opcional) deve conter a resolução inicial de 3 problemas e valerá uma bonificação de até 15% na Fase Classificatória.
**O relatório da Fase Classificatório deve conter a resolução de 5 problemas, que podem ser escolhidos independentemente dos enviados no relatório preliminar.
Ambos os relatórios devem ter a formatação indicada nos itens I.1-2 e serão avaliados conforme item I.5 do regulamento oficial.

Confesso que, lendo os problemas todo dia, fiquei até com vontade de começar a resolvê-los só por diversão e que estou com uma enorme inveja de todos vocês que ainda podem participar. Já me peguei quase abrindo meu caderno de anotações pra começar a escrever minhas ideias haha. De qualquer forma, boa sorte a todos e que venha mais uma geração do time brasileiro! Rumo a Taiwan!

Proposta de problemas

Vários países já selecionaram suas equipes para a fase internacional do IYPT. Estamos em contagem regressiva para a nossa seletiva!!!

Com a vinda do torneio todo ano, novos problemas são propostos e selecionados pelo comitê internacional (IOC), composto por uma pessoa de cada país participante, na última reunião, que acontece nos últimos dias do evento, após a cerimônia de encerramento.

Para aqueles que não sabem, qualquer pessoa do mundo pode propor problemas ao IOC todo ano. O prazo de envio de propostas desse ano é amanhã!!! Então, para aqueles que têm ideias: corram!!!

As tarefas propostas devem ser relevantes, interessantes, concisas, viáveis e conceituais, sendo esses os critérios para a seleção dos melhores problemas. Cheque os problemas anteriores, para que propostas repetidas não sejam feitas.

Para as regras e meios de fazer uma proposta, visite a página dedicada a isso no site oficial do IYPT. Não se esqueçam que lá diz para enviar uma cópia à organização nacional também. E que venham problemas brasileiros quem sabe já para a internacional de 2013 em Taiwan!

IYPT Brasil 2012

Como os IYPT-maníacos já devem estar sabendo, no fim do ano passado os problemas já foram traduzidos para o português e o regulamento, bem como o calendário desta edição, já foi publicado no site do IYPT Brasil. As alterações do regulamento são poucas:

  • Como decidido no IOC Meeting em Isfahan no ano passado, o oponente passa a ter que fazer considerações finais de 1 minuto ao final da discussão;
  • Agora, o 1º lugar não leva mais duas pessoas para a internacional, mas sim uma pessoa somente. Da mesma forma, o 5º lugar passa a ter uma vaga na internacional;
  • A mesma pessoa não pode desempenhar mais do que dois papéis (entre relator, oponente e avaliador) em um mesmo PF.

As inscrições podem ser feitas pelo site do torneio nacional. Fiquem atentos aos prazos!